Por que Psicólogas(os) de todo o Brasil estão apoiando a Campanha Janeiro Branco com entusiasmo?

 A Campanha Janeiro Branco, criada em 2014 no interior de Minas Gerais, está conquistando uma adesão crescente em meio aos profissionais da Psicologia em todo o Brasil. Por que será que isso está acontecendo?

Em todo o Brasil, psicólogos e psicólogas do país estão entrando em contato com a proposta da Campanha e se encantando com a mesma.

Normalmente, o contato inicial está ocorrendo por meio do site da Campanha (www.janeirobranco.com.br), pelo seu Facebook  (www.facebook.com/campanhajaneirobranco) ou pelo seu Whatsapp Nacional: (34)99966-1835.

O encantamento é facilmente explicado, conforme pensa a psicóloga Anuska Alencar que, em 2015, organizou e realizou, com a ajuda de outros colegas de profissão, a campanha em algumas cidades do Rio Grande do Norte: “Acho que, apesar da saúde mental ser algo complexo, a campanha é simples e pode sensibilizar as pessoas de forma que estas possam promover a própria saúde”.

Essa simplicidade da Campanha – que pretende colocar os temas Saúde Mental e Saúde Emocional em máxima evidência na sociedade brasileira durante os meses de Janeiro -, também ajuda a entender o porquê de os profissionais da Psicologia no país estarem aderindo à Campanha em suas redes sociais, virtuais e presenciais, compartilhando posts, imagens, links e vídeos do Janeiro Branco.

Veja o que diz a psicóloga Rita Pereira, de Campinas(SP): “minha proposta de trabalho sempre foi quebrar crenças negativas e preconceitos que impedem as pessoas de cuidar da sua saúde emocional, mostrar que a Psicologia pode beneficiar qualquer pessoa e que cuidar da saúde emocional é tão importante quanto cuidar da saúde física”.

728x90-Janeiro-Branco

A Campanha tem o espírito do poema “Receita de Ano Novo”, de Drummond
Segundo o psicólogo Leonardo Abrahão, de Minas Gerais, a Campanha Janeiro Branco também está conquistando adeptos entusiasmados com a possibilidade da valorização dos temas relacionados ao universo da Saúde Mental por causa da sua íntima relação com  o simbolismo da virada de ano em toda cultura, conforme observado por Carlos Drummond de Andrade em seu poema “Receita de Ano Novo” (clique aqui para ler o poema).

No poema, diz Abrahão, “Drummond aconselha que a pessoa, para ganhar um Ano Novo de verdade, tem que lutar por ele, merecê-lo, fazer por onde despertar o Ano Novo que existe adormecido dentro de cada um de nós. E essa é, justamente, a proposta do Janeiro Branco, uma campanha que busca mostrar às pessoas que elas podem se comprometer com a construção de uma vida mais feliz para si mesmas”.

A Campanha, que em Janeiro de 2017 chegará em sua 4ª edição, está se difundindo pela Internet por meio de uma avalanche de postagens voltadas para a promoção de ações, reflexões e discussões relativas à questão da Saúde Mental nas vidas das pessoas e aos seus infinitos subtemas: felicidade, sentido de vida, propósito de existência, qualidade de vida no trabalho, qualidade de relacionamentos, vida afetiva, sexualidade, motivação para enfrentar o dia a dia, mudança de vida, autoestima, medos, traumas, sintomas da depressão, a problemática do suicídio, a questão do alcoolismo e outras adições, o estresse na sociedade contemporânea, as questões da adolescência, da senilidade etc.

Em verdade, cada psicólogo(a) que adere à Campanha está contribuindo com o enriquecimento temático da mesma, pensando em questões psicológicas importantes para a humanidade e planejando ações, virtuais e/ou presenciais, para o próximo Janeiro Branco.

468x60---janeiro-branco

Campanha também fortalece e valoriza a presença do Psicólogo na sociedade
Centenas de psicólogos brasileiros também estão aderindo à Campanha por compreenderem que a mesma é uma forma de valorização da Psicologia em meio à sociedade.

Como a Campanha, em suas dimensões virtuais e presenciais, propõe a intervenção desses profissionais em espaços públicos e privados das cidades – como salas de espera de hospitais, escolas e organizações empresariais -, realizando mini-palestras e rodas de conversas sobre Saúde Mental e seus subtemas, o Janeiro Branco apresenta-se, também, como uma plataforma de projeção dos próprios profissionais da Psicologia, conforme explica o psicólogo Leonardo Abrahão:

“a Campanha Janeiro Branco, além de ocupar a Internet com discussões sobre Saúde Mental,  abre as portas de empresas, de instituições públicas e de instituições privadas para que os psicólogos e psicólogas possam falar sobre as capacidades, habilidades, potencialidades e benefícios da(s) Psicologia(s), fortalecendo a categoria, seus órgãos de representação e, obviamente, os seus profissionais”.

Como o Janeiro Branco pode ajudar as pessoas?

1) Incentivando-as a pensar: o ano mudou – vamos mudar de vida também?

2) Convidando-as a entender: assim como os anos, a vida é feita de ciclos – devemos concluir aqueles que não nos fazem bem e iniciar os que nos farão felizes!

3) Fazendo-as perceber: a virada de ano é o momento simbólico que a humanidade criou para parar um pouco e pensar sobre si mesma – essa é uma boa hora para aproveitarmos o exemplo e fazermos o mesmo em relação as nossas próprias vidas!

4) Encorajando-as a responder: Janeiro abre as portas de um novo ano para todos – será mesmo que precisamos repetir as escolhas ou condições do ano que passou e que nos impediram de ser, verdadeiramente, felizes?

5) Motivando-as a calcular: um novo ciclo de 12 meses está se abrindo a nossa frente – há tempo de sobra para qualquer um de nós fazer por onde ser feliz e ajudar aos outros nessa tarefa.

Você também quer ajudar?
Se você quer saber mais sobre a Campanha e nos ajudar a torná-la a maior campanha do mundo em nome da Saúde Mental e da Felicidade da humanidade, compartilhe os textos, os vídeos e os links dos seus endereços virtuais: www.janeirobranco.com.brwww.facebook.com/campanhajaneirobranco. Quanto mais pessoas a conhecerem e entrarem em contato com as suas propostas, mais longe ela poderá chegar e mais pessoas conseguirá beneficiar.

Ajude-nos a mostrar ao mundo inteiro que cuidar da mente é cuidar da vida e que, aonde há Saúde Mental, há paz, sorrisos e muita harmonia nos relacionamentos entre as pessoas.

 

Janeiro Branco

O Projeto Janeiro Branco faz do mês de Janeiro um marco temporal estratégico para que todas as pessoas reflitam, debatam e planejem ações em prol da Saúde Mental e da Felicidade em suas vidas. Participe e ajude a divulgar nossa ideia!

9 Comments
  1. Excelente iniciativa. Eu participo de qualquer ação que beneficie a população e a categoria de psicólogos!

  2. Achei uma excelente iniciativa, devemos promove saúde! É através dessa campanha, teremos a oportunidade de divulgar e conscientizar as pessoas, da importância de cuidar da nossa saúde mental.

  3. Q bacana! Fazia tempo q procurava uma campanha assim…sou Psicóloga em Juazeiro do Norte – CE e estou na campanha, estou na luta, com certeza compartilharei as postagens em meu site. Gostaria de saber, a programação de vcs para esse mÊs e como faço para colocar a logo da campanha em minha foto de perfil no facebook, assim como as fotos acima.

    Aguardo! Boa tarde! Feliz Ano Novo! Feliz Janeiro! 🙂

  4. Como faço para falar com os organizadores da campanha? achei muito interessante o chamamento e como psicologa é ex gerente de saúde mental do Piauí, tenho interesse em participar de forma mais efetiva .

    Aguardo notícias
    Abraços

    Leda

Seu comentário é importante!

Your email address will not be published.

Você pode usar atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Saúde Mental e Bem-EstarSaúde Mental e Bem-Estar
Janeiro Branco
O Projeto Janeiro Branco faz do mês de Janeiro um marco temporal estratégico para que todas as pessoas reflitam, debatam e planejem ações em prol da Saúde Mental e da Felicidade em suas vidas. Participe e ajude a divulgar nossa ideia!
Receba atualizações

Coloque seu melhor e-mail:

Curta o Janeiro Branco no Facebook!